Impacte você mesmo!

OPEN IMPACT0

“Partilhar experiências” faz parte do mote da EGP-UPBS. E Inovação é um dos temas centrais da conferência.

Por isso decidimos inovar e contribuir para a partilha de experiências abrindo a conferência à participação de alguns oradores cujos conhecimentos e vivências possam causar IMPACT0. Assim, reservamos a manhã de dia 1 de Junho para oradores que quisessem propôr apresentações dinâmicas, interessantes e originais relacionadas com temas como Inovação, Redes Sociais e Social Media, ou Desafios na Gestão da Informação/Conhecimento.

Definimos um regulamento de participação, fizemos o call for presentations e recebemos propostas bem interessantes! A tarefa do júri foi bastante difícil mas as quatro apresentações que iremos acolher na iniciativa OPEN IMPACT0 já estão decididas.


Assim sendo, é com muito prazer que anunciamos que teremos connosco os seguintes oradores:

Pedro Castro Henriques | categoria: Inovação

Pedro Castro Henriques vai-nos falar de como podemos inovar na nossa empresa, descrevendo uma metodologia simples para gestão de ideias e gestão de inovação em empresas de cariz tecnologia. Recorrerá a exemplos práticos e falará da sua experiência profissional e de vida, e da forma como tornou e viu tornar algumas ideias/sonhos em realidade através da apresentação de um processo simples para tornar as ideias em produtos e serviços tecnológicos lucrativos.


Bruno Augusto | categoria: Redes Sociais e Social Media

“Como errar menos e acertar mais no marketing Social”

Baseando-se em casos reais e recorrendo igualmente à sua experiência à frente do projecto ORZARE.COM, Bruno Augusto vai-nos apresentar uma metodologia de como as empresas devem actuar nas redes sociais, percorrendo as seguintes problemáticas: O que é preciso saber antes de aderir às redes sociais? O que muda em relação à forma das empresas comunicarem actualmente? Como medir, interagir e agir nas redes sociais? Bons e maus exemplos de publicidade nas redes sociais. Criar ou não a sua própria comunidade?


Miguel Muñoz Duarte | categoria: Inovação

A disciplina da inspiração”

“Diz-se que estamos mergulhados numa crise profunda. No entanto, a pior crise não é a económica, não é a financeira e não é a social… a crise que mais nos afecta é a crise de energia humana. Esta é a verdadeira causa da nossa “depressão” e da nossa “aparente” falta de capacidade de dar a volta. Esta é a que nos trunca na vontade e na capacidade de reagir e de encontrar soluções inovadoras e diferentes que mudem os mercados e a equação de valor dos clientes.

É por isso, que vemos demasiadas empresas e projectos a fazer mais do mesmo. E vemos demasiados esforços de inovação a caírem nos lugares-comuns ou nas cópias descaradas. Porque será? Porque tipicamente o que se chama de inovação está focada no processo, nas técnicas e no output pretendido e não dá valor suficiente aos inputs / estímulos que abrem novas possibilidades.

Ao conjunto destes inputs designamos normalmente “inspiração” que é erradamente deixada ao acaso na esperança de momentos “eureka” espontâneos, em vez de sistematizada enquanto disciplina metodológica. Pode-se e deve-se procurar intencionalmente a inspiração e pode-se e deve-se sistematizar e automatizar estes estímulos criativos.  Esta é a derradeira solução para recuperarmos a energia humana necessária para mudar, pensando e fazendo diferente sempre.”


Ana Neves | categoria: Desafios na Gestão da Informação/Conhecimento

Gestão de conhecimento organizacional: de baixo para cima e vice-versa”

“A Gestão de Conhecimento Organizacional – a atitude consciente das organizações trabalharem a sua infra-estrutura, os seus processos e as suas pessoas no sentido de potenciar os processos de conhecimento que ajudam a organização a ir ao encontro dos seus objectivos estratégicos – é ainda vista como um luxo por muitas organizações. Mas, que organização se pode dar ao luxo de…

… não saber quem sabe o quê?

… ter o conhecimento das suas pessoas enterrado em caixas de email?

… perder horas até conseguir aceder às lições aprendidas de projectos passados?

… perder conhecimento estratégico sempre que vê sair um seu colaborador?

O que me proponho partilhar é a minha visão pessoal, baseada na experiência, de como a gestão de conhecimento pode ser implementada nas organizações. Irei partilhar abordagens estratégicas de cima para baixo mas também algumas outras, mais informais, de baixo para cima. Focarei nas intervenções / actividades que usei, partilhando dicas que fui recolhendo pelo caminho.”


A OPEN IMPACT0 começará às 10h do dia 1 de Junho no Pólo de Salazares da EGP-UPBS. A entrada para este evento é LIVRE, sujeita a confirmação com Vanessa Luz: vluz@egp-upbs.up.pt | 226153276

Contamos com a vossa presença!





%d bloggers like this: